Tire suas dúvidas sobre flexão de gênero!

Publicado em: 29 de maio de 2019

Epiceno, sobrecomum e comum de dois. Você já deve ter ouvido algum desses termos, mas sabe a que eles se referem? Epiceno, sobrecomum e comum de dois são classificações dos substantivos em relação a sua flexão de gênero.

Os substantivos epicenos se referem aos animais e possuem apenas um gênero. A distinção entre eles dá-se apenas pela designação de macho ou fêmea. Um exemplo é o substantivo cobra, que se distingue apenas pela definição de cobra macho e cobra fêmea.

Os substantivos sobrecomuns, por sua vez, nomeiam pessoas e determinam o gênero de acordo com o contexto. Para que haja distinção, é necessário que sejam oferecidas na oração indicações pertencentes aos gêneros masculino ou feminino.  Ex.: A vítima é um menino/A vítima é uma menina.

Já os substantivos comum de dois, a distinção de gênero é feita somente pelo determinante (artigo, numeral, pronome ou adjetivo).  Um exemplo é o substantivo cliente, que tem o sentido alterado apenas pelo artigo “o” ou “a”.

 

Entendeu a diferença? Veja mais alguns exemplos.

 

Substantivos epicenos

 – baleia: baleia macho/baleia fêmea

jacaré: jacaré macho/jacaré fêmea

polvo: polvo macho/polvo fêmea

 

Substantivos sobrecomuns

criança: criança é um menino/criança é uma menina

 

Substantivos comuns de dois

dentista: o dentista/a dentista

jovem: a jovem/o jovem

estudante: o estudante/a estudante

Gostou das dicas? Continue acompanhando a UNIOrka e bons estudos!

Deixe seu comentário: