Por que, porque, porquê e por quê: quando usar?

Publicado em: 20 de fevereiro de 2019

Uma das principais dúvidas na hora de escrever é o uso dos porquês. As variações por que, porque, porquê e por quê podem gerar uma baita dor de cabeça quando se está estudando. Para te ajudar, vamos explicar quando usar cada uma das expressões. Confira!

 

  • Por que

O “por que” tem aplicações diferentes. Pode ser usado em frases interrogativas diretas e para substituir a expressão “pelo qual”.

Quando for composto da preposição por + pronome interrogativo que, assume o significado de “por qual razão” ou “por qual motivo”.

Já quando for a junção da preposição por + pronome relativo que, significa “pela qual”.

Ex.:

Por que você não quis sair? (Por qual razão)

As cidades por que passamos eram lindas. (Pelas quais)

 

  • Por quê

Quando a expressão mantém o significado de “por qual motivo” e está posicionado antes de um ponto de exclamação ou interrogação, o “por quê” deve ser acentuado.

Ex.:

Ele não quis vir. Por quê?

 

  • Porque

Neste caso, o “porque” é uma conjunção causal ou explicativa, com o significado de “pois”, “uma vez que”.

Ex.:

Não quis ir porque a Paula estava lá.

 

  • Porquê

O “porquê” é um substantivo e indica “motivo”, “razão”. Vem sempre acompanhado por um artigo, pronome, adjetivo ou numeral.

Ex.:

Me dê um porquê que justifique a sua ausência.

 

Gostou das dicas? Continue acompanhando os textos da UNIOrka.

 

FONTES:

https://www.infoescola.com/portugues/uso-dos-porques/

https://brasilescola.uol.com.br/gramatica/por-que.htm

Deixe seu comentário: